“Quando o amor nasce mais cedo”.

Muita comoção, muitos depoimentos emocionantes marcaram o Dia da Prematuridade no Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus. O evento reuniu a equipe multidisciplinar do HMTJ, pacientes e seus pais, convidados a contar sua experiência na UTI Neonatal do hospital. Chamado oficialmente de “I Seminário da Prematuridade: cuidado multiprofissional com o lactente prematuro”, o encontro aconteceu no dia 26 de novembro, no Anexo da Suprema, no Hospital.

Fisioterapeutas, enfermeiros e técnicos, fonoaudiaudiólogos, nutricionistas, além de médicos ligados à UTI Neonatal e acadêmicos dos diferentes cursos da Saúde, participaram dos debates sobre os desafios do prematuro, com o médico Lucas Manferini; as estratégicas do cuidado, do com manuseio mínimo, com a enfermeira Janaína Otoni; a assistência do técnico de enfermagem, apresentada pela técnica Tacila Campos; o impacto da prematuridade no desenvolvimento motor, com o fisioterapeuta Felipe Souza; e os desafios do aleitamento materno no prematuro, com a fono Marcela Rosa.

Aconteceu também o relato de mães de prematuro, que arrancaram muitas lágrimas da plateia, tanto de profissionais experientes quanto de familiares que passaram por situações semelhantes. O pequenos Samuel, o xodozinho da UTI – cuja história relatamos no site – e sua mãe Elízia prestigiaram o encontro, que também teve homenagens e lembrancinhas. E o encerramento foi com um café festivo chamado de “I Encontro de Pequenos Gerreiros do HMTJ”.

A organização do evento foi do fisioterapeuta Felipe Souza e da residente dna área, Brenda Valério, com todo o apoio do setor de Fisioterapia e envolvimento da equipe da UTI Neonatal, do RH, do setor de Nutrição e da Direção do Hospital. Felipe considerou excelente a experiência, com o evento atingindo seus objetivos.

 74 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

*

*