Equipe da UTI inova com simulação realística para treinamento da prevenção de PAV, IPCS e ITU

Desde dezembro 2017, a UTI 1 do Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus participa de projeto do Ministério da Saúde – chamado “Melhorando a Segurança em larga escala no Brasil” -, cuja proposta é, até dezembro de 2020, diminuir 50% infecções relacionadas à Saúde (IRAS) nas instituições ligadas ao SUS. Esta etapa do projeto no HMTJ é toda focada na prevenção da PAV (Pneumonia associada à Ventilação Mecânica), IPCS (Infecção Primária da Corrente Sanguínea) e ITU (infecção do Trato Urinário)

O trabalho já é desenvolvido nestes três anos com a equipe fixa da unidade. Após a contratação de mais 45 técnicos de enfermagem e 8 enfermeiros para a UTI 2, reaberta para atender contratualização com a Prefeitura, tornando-se também referência no atendimento a pacientes Covid, a coordenação das UTIs vem intensificando a sua rotina de capacitação.

Usando um manequim de Simulação Realística para treinamento a coordenadora de Enfermagem das UTIs do HMTJ, Denise Bortolini, e do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), Octacília Nogueira, promoveram, recentemente, um grande treinamento de toda a equipe das duas unidades de terapia intensiva do Hospital, para parametrizar as orientação sobre IRAS, obtendo excelente feedback da equipe.

A escolha do treinamento com o “boneco” para vivência prática dos recém-contratados, principalmente, foi muito acertada, destaca Denise Bortolini. Para a dinâmica de capacitação foram aplicadas no manequim 13 falhas assistenciais relacionadas às medidas preventivas, referentes à PAV, IPCS e ITU. Utilizando plaquinhas, a equipe sinalizava o que estava “errado” e precisava explicar para todo o grupo a medida de prevenção certa de cada cuidado sinalizado (como errado). Assim, se evidenciava como atuar corretamente ou evitar o manejo incorreto do paciente e do equipamento. Foi intensa a adesão a cada tópico abordado e muito esclarecedora a oportunidade de poder testar o processo.

“As equipes amaram a metodologia, acharam super inovadora a forma de trabalhar para falar das medidas preventivas, com melhor aproveitamento do conteúdo, além da interação com equipe multidisciplinar. A participação deles nos encheu de orgulho”, frisou Denise. “Deixar nosso paciente seguro e fazer um atendimento com qualidade são nossos objetivos e a nossa proposta é salvar vidas”.

Alguns trechos dos depoimentos dos participantes:

“A dinâmica facilita muito a compreensão e aprendizado. Excelente!”

“Foi ótima a clareza e o modo diferente, daquele com que estamos acostumados, dos treinamentos”

“Gostei muito treinamento. Que possamos ter mais para adquirir conhecimento”

“O treinamento ajudará em nosso desempenho, aprendizado, comunicação com os outros. Facilita na prevenção e cuidados com os pacientes e nos traz mais segurança ao realizar procedimentos e avaliar os pacientes.”

 62 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

*

*